Até quanto o seguro vale a pena?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O seguro é um dos principais gastos que o condutor pode ter com seu veículo. Só para ter a sensação de tranquilidade, ele contrata este tipo de serviço e, muitas vezes, nem checa se está valendo a pena o investimento ou não. Assim como pode não verificar alternativas, como a associação veicular.

Justamente pela segurança que trazem, o seguro e a associação de proteção veicular estão sempre associados àquela frase de “é ter para não usar”, mas o “não usar” também representa perda de dinheiro.

Um seguro veicular considera para sua apólice fatos como a cidade e região onde o condutor mora, a sua idade e sua experiência ao volante. Esses aspectos contribuem para um valor mais alto ou mais baixo da franquia conforme a incidência de roubo, por exemplo. Em contrapartida, a associação veicular não analisa esses fatores ao fechar sua taxa administrativa.

Vamos supor que o motorista em questão tenha um carro de luxo. A incidência de roubo de um carro classe A é menor do que um popular, no entanto em um acidente a troca das peças poderá exigir uma quantia alta dele.

Dessa forma, esse motorista deverá cruzar o custo das peças versus a franquia do seguro. Se optar por não fechar um seguro e mesmo assim quiser uma proteção contra terceiros, vale cogitar um contato com a cooperativa de seguro veicular.

Se o motorista possuir um Onyx ou Gol, que são os veículos com os seguros mais caros, o seguro se torna uma ótima opção, já que são alvos de assaltantes. Alguns especialistas, inclusive, recomendam fechar o seguro caso a franquia corresponda de 10 a 15% ao valor total do veículo.

Outro ponto a verificar entre a cooperativa de seguro veicular e seguradora é a frequência de uso do veículo e se será possível comprar outro em breve, caso a dependência seja grande.

Quando vale a pena a associação veicular

A associação de proteção veicular vale a pena em diversos cenários, já que seu custo é mais baixo do que o de uma seguradora e seus serviços são bem semelhantes. Basicamente o que o proprietário do veículo irá gastar com uma associação veicular é uma taxa administrativa fixa e o rateio do que foi consumido no mês anterior, caso tenha havido alguma ocorrência.

Está pensando em trocar sua franquia? Conte pra gente como está sendo essa experiência e se está cogitando uma associação veicular. Até o próximo post!

Até quanto o seguro vale a pena?
Avalie este artigo
Share.

Sobre o Autor

Rodrigo Macedo é empreendedor, desenvolvedor de software e especialista em negócios digitais.

Deixe uma resposta