Documentos: Por quanto tempo deve-se guardar os da empresa

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A legislação do Brasil é bem rigorosa com empresas, exigindo sempre que os documentos que comprovam o pagamento de tributos, por exemplo, sejam mantidos por certo período de tempo, visando evitar complicações.

Descubra a seguir quais documentos devem ser armazenados e por quanto tempo, por quê é importante fazer uma guarda de documentos adequada e como fazer isso da melhor maneira possível!

Quais documentos guardar?

Segundo as leis brasileiras, é preciso arquivar todos os documentos legais e contábeis da sua companhia. Dentre eles, os mais importantes são:

  • Notas fiscais e recibos
  • Imposto de Renda
  • Programa de Integração Social (PIS)
  • Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS)
  • Livros fiscais
  • Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL)
  • Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Prestação de Serviços (ICMS)

Por quanto tempo guardar?

As leis do Brasil exigem que os documentos citados acima, entre outros, sejam mantidos por, no mínimo, 5 anos. No entanto, esse acúmulo de papel acaba sendo inviável se você possui um espaço pequeno de trabalho ou então quando precisa encontrar determinada informação com facilidade.

Por isso, implantar um Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED) é a melhor e mais prática alternativa. Através da microfilmagem, os seus documentos são digitalizados, oferecendo vantagens como economia em impressão e espaço, além de ser uma opção sustentável e que permite que você os acesse de qualquer lugar do mundo.

Contudo, o grande diferencial do GED é que você pode ter a segurança de que as informações contidas ali não irão se perder com o tempo, já que impressões em papeis acabam se apagando ao longo dos anos.

Garanta uma gestão de documentos adequada para a sua empresa e tenha a certeza de que eles estarão seguros por todo o tempo que for necessário, de acordo com cada tipo!

Documentos: Por quanto tempo deve-se guardar os da empresa
5 (100%) 1 vote
Share.

Sobre o Autor

Rodrigo Macedo é empreendedor, desenvolvedor de software e especialista em negócios digitais.

Deixe uma resposta