O que é eSocial?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O eSocial é um projeto do Sistema de Escrituração Pública Digital (SPED) que unifica e simplifica a entrega das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais do nosso país. Assim como as demais iniciativas do SPED, o eSocial surgiu para reduzir a burocracia envolvida nos processos citados acima.

Antes da existência do sistema de esocial empresas, o envio de dados era realizado de diversas formas, por meio de processos e padrões diferentes, seja online ou offline, o que tornava as obrigações dos setores empresariais muito mais burocráticas do que o necessário.

Podemos considerar o eSocial uma ferramenta que reúne obrigações da área trabalhista de uma empresa em uma única entrega e layout. Por conta disso, profissionais dos setores de RH, Departamento Pessoal, Segurança do Trabalho, entre outros, economizam tempo na hora de enviar informações relevantes para órgãos como CAGED, RAIS e GFIP.

O eSocial foi estabelecido pelo decreto 8373 no ano de 2014. Contudo, o sistema passou por vários adiamentos até entrar em homologação em junho de 2017 para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões no ano anterior.

Cadastro eSocial

O esocial empresas se tornou obrigatório para as empresas citadas acima em janeiro de 2018. A partir de julho de 2018, ele será implementado em todas as empresas brasileiras, incluindo micro e pequenas empresas e Microempreendedores Individuais (MEIs).

Embora os adiamentos na implementação do sistema tenham gerado desconfiança por parte de muitos empresários, as vantagens do Cadastro eSocial são eficientes e elimina burocracias desnecessárias do dia a dia de uma empresa.

É importante ressaltar que a única mudança gerada pela implantação do esocial empresas é a unificação de documentos. Através do Cadastro eSocial, é possível simplificar 15 prestações de informações ao governo brasileiro. Entre elas estão as prestações ao Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP), ao Guia da Previdência Social (GPS) e a Folha de Pagamento.

Visto que os processos burocráticos serão menores, a produtividade de setores como o de RH será maior e as empresas poderão cumprir com suas obrigações de maneira simples e segura. Entenda os desafios da implementação desse sistema e prepare sua equipe.

Avalie este artigo
Share.

Sobre o Autor

Rodrigo Macedo é empreendedor, desenvolvedor de software e especialista em negócios digitais.

Deixe uma resposta