Quais os riscos das empresas que não controlam jornada de trabalho

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Fazer o controle da jornada de trabalho é algo determinado por lei: no artigo 47 da CLT é dito que toda a empresa com mais de dez funcionários deve, obrigatoriamente, fazer esse controle.

A maneira de controlar a jornada fica por conta do empresário: folha de ponto é o mais tradicional, mas alternativas mais modernas, como o relógio de ponto biométrico e o relógio de ponto digital são muito comuns hoje em dia.

No entanto, algumas empresas que seguem modelos internacionais, especialmente startups, muitas vezes não adotam o controle de jornada, nem por folha de ponto e nem por relógio de ponto eletrônico.

O que isso significa para a empresa? Infelizmente, algumas desvantagens.

Multas

Riscos das empresas que não controlam jornada de trabalho

Riscos das empresas que não controlam jornada de trabalho

Se sua empresa tem mais de dez funcionários e não utiliza um controle de jornada de trabalho, você pode ser multado caso a fiscalização confira seu negócio. O valor mínimo da multa é de R$ 40,25, e o máximo é de R$ 4.025,33. Em caso de reincidência, oposição ou desacato, o valor pode dobrar.

É importante observar que a multa pode ser aplicada por funcionário, já que cada um que não tem sua jornada controlada corresponde a uma infração.

Problemas com o pagamento

Muitas empresas que não fazem controle de jornada também acabam permitindo que seus funcionários levem trabalho para casa, sem ter consciência de que isso também conta como hora extra.

E se seu funcionário está trabalhando mais do que devia e você não tem um relógio de ponto eletrônico, como vai fazer esse cálculo?

Problemas judiciais

O problema mais grave quando se fala da falta de controle da jornada de trabalho é a possibilidade de acontecerem processos judiciais. Sem controlar a jornada de trabalho, sua empresa pode acabar pagando menos do que deve aos funcionários, em salários ou direitos trabalhistas, e gastar o triplo desse valor lidando com processos judiciais depois.

Por isso, ainda que sua empresa tenha um modelo mais livre, procure fazer o controle da jornada de trabalho. Seja no papel ou em sistemas eletrônicos, você estará mais seguro.

Quais os riscos das empresas que não controlam jornada de trabalho
5 (100%) 1 vote
Share.

Sobre o Autor

Rodrigo Macedo é empreendedor, desenvolvedor de software e especialista em negócios digitais.

Deixe uma resposta